segunda-feira, 30 de junho de 2014

www.historiapublica.com.br/simposio2014

PERSPECTIVAS DA HISTÓRIA PÚBLICA NO BRASIL
2º SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE HISTÓRIA PÚBLICA
 
UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
NITERÓI - 10 A 12 DE SETEMBRO DE 2014
 
Inscrições abertas!
 
Þ Comunicações orais em Grupos de Trabalho (até 13 de julho)
Þ Comunicações orais em Painéis de Experiências em História Pública (até 13 de julho)
Þ Lançamentos de livros, DVDs e outros trabalhos
Þ Participação em oficinas
Þ Ouvintes
 
 
Rede Brasileira de História Pública
Laboratório de História Oral e Imagem
Universidade Federal Fluminense
 

domingo, 1 de junho de 2014

As ruínas do Sítio do Morro. Um importante moinho de trigo da era das bandeiras Autor: Francisco Andrade


Carlos Lemos junto às ruínas do moinho d’água do Sítio do Morro
Foto Victor Hugo Mori
Uma tapera singular
Em abril de 2013, o arquiteto Victor Hugo Mori e o restaurador Toninho Sarasá, foram convidados pelo vice-prefeito da cidade para conhecer uma antiga ruína de origem desconhecida na cidade. Seguiram até o Sítio do Morro, um bairro de chácaras localizado a menos de 10 quilômetros do centro histórico e desceram algumas dezenas de metros por uma inclinada vertente em meio à mata secundária. Ao fim do percurso, encontraram restos de uma robusta construção feita em alvenaria de pedra e barro, quase inteiramente tomada pela vegetação. Intrigados, com papel, caneta e câmera na mão, fizeram um levantamento rápido e fotografaram o que foi possível em meio ao mato. Na vistoria seguinte, capinado o local, fez-se visível as marcas dos barrotes do assoalho, bem como uma grande abertura ao rés do chão de uma parede. O professor Carlos Lemos, que fora convidado a acompanhar a visita ao sítio, observou que havia grandes chances de se tratar de um antigo moinho hidráulico.

Se fosse um moinho seria, sem dúvida, um exemplar muito peculiar; sem muita filiação com os antigos moinhos de fubá caipiras outrora tão comuns nas zonas rurais de todo o Centro-sul brasileiro. Foram esses sempre estruturas simples. Mesmo seus exemplares mais sofisticados – como os bons moinhos das grandes fazendas de café do sudeste – nunca alcançavam dimensões análogas àquelas. Além disso, os moinhos caipiras são, quase invariavelmente, construídos em taipa de mão – são, essencialmente, uma obra de carpintaria (1). Nunca se soube de um pequeno moinho de fubá que precisasse recorrer, em sua construção, à alvenaria de pedras ciclópicas.~
Leia + : http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/14.167/5182

quinta-feira, 29 de maio de 2014

III SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE DOCUMENTAÇÃO DO PATRIMÔNIO ARQUITETÔNICO COM O USO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS | João Pessoa.PB de 5 a 7 de novembro de 2014

ARQdoc é um evento científico que trata da documentação do patrimônio arquitetônico e urbano a partir do uso de tecnologias digitais. Reune arquitetos e urbanistas, engenheiros, historiadores, profissionais da área da ciência da computação e da ciência da informação, e outras áreas correlatas. O primeiro ARQdoc foi realizado na cidade de Salvador-BA, em 2010, por iniciativa do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo - PPG-AU e do Laboratório de Computação Gráfica Aplicada a Arquitetura e ao Desenho–LCAD, da Faculdade de Arquitetura da UFBA da UFBA. A segunda edição do ARCdoc, ocorreu na cidade de Belém-PA, em 2012, sob a organização da UFPA, reunindo diversos participantes entre pesquisadores, estudantes e profissionais.

Considerando a atualidade e importância da abordagem científica proposta por esse fórum, e com o intuito de dar continuidade ao mesmo, o Laboratório de Modelos + Prototipagem - LM+P, vinculado ao Departamento de Arquitetura e o Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo - PPGAU - da UFPB, realizará em João Pessoa (PB), a terceira edição no período de 5 a 7 de novembro de 2014.

Veja + em http://www.arqdoc.org/

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Ribeirão terá seminário sobre o patrimônio histórico das fazendas do século 19

O patrimônio histórico das fazendas remanescentes do século XIX será alvo de discussões, entre os dias 12 e 15 de maio, durante o I Seminário Internacional de Organização do Conhecimento e Saberes Rurais. O evento, que conta com atividades em São Carlos e Ribeirão Preto, tem como objetivo promover a difusão das práticas de organização do conhecimento destes espaços.Fonte: Ribeirão Preto Online
A organização do Seminário ocorre no âmbito do projeto "Critérios e metodologias para realização de inventários sobre o patrimônio cultural rural paulista", financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), e a partir de parcerias entre a UFSCar e a Universidade de São Paulo (USP). Na programação está previsto um circuito de atividades na Fazenda Santa Maria do Monjolinho e no campus da UFSCar, em São Carlos, e no campus da USP em Ribeirão Preto.
No dia 12 de maio a programação tem início com as palestras "Organização da informação, memória e patrimônio", proferida pela professora Nair Kobashi, do Departamento de Biblioteconomia e Documentação da USP; e "Estruturas da organização do conhecimento na preservação do patrimônio rural: a cultura do café", ministrada pela professora Maria da Graça Melo Simões, da Universidade de Coimbra, Portugal.
Integrando a programação do Seminário também ocorre o I Encontro "Reconhecimento da Fazenda Histórica Santa Maria do Monjolinho" e o I Ciclo de oficinas "Linguagens do Ambiente Rural". O Encontro ocorre em São Carlos no dia 12, a partir das 13h30, com visita monitorada à Fazenda e café de encerramento. Para o traslado até o local a organização disponibiliza transporte gratuito com saída do campus da UFSCar. A disponibilidade de vagas pode ser conferida no blog saberesrurais.blogspot.com.br.
Já o Ciclo de oficinas é composto de dois encontros sobre Glossário de Termos, com apresentação da professora Simões. O primeiro ocorre no dia 13 de maio, no Laboratório de Informática em Ciência da Informação (LICI), localizado no Departamento de Ciência da Informação (DCI) da UFSCar; e o segundo encontro no dia 15 de maio, no Auditório Lucien Lison, na USP de Ribeirão Preto.
Os detalhes da programação, com horários e locais das atividades, além das instruções para inscrição, também podem ser conferidos no blog do projeto.
O evento tem a idealização do Programa de Educação Tutorial do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação (PET-BCI) e o apoio da Pró-Reitoria de Extensão (ProEx) e do DCI da UFSCar e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
Fonte: http://www.ribeiraopretoonline.com.br/educacao-ribeirao-preto/ribeirao-tera-seminario-sobre-o-patrimonio-historico-das-fazendas-do-seculo-19/78743

domingo, 25 de maio de 2014

Zeladoria do Patrimônio Histórico Edificado Paulista

Encontra-se em desenvolvimento, o curso de extensão universitária do Museu de Arte Sacra, Estúdio Sarasá e Faculdade São Bento, intitulado: Zeladoria do Patrimônio Histórico Edificado Paulista. Com um total de 25 alunos (técnicos e profissionais, em sua maior parte, da área de patrimônio), o programa contempla um amplo conjunto de temas e um corpo acadêmico de excelência. As aulas prosseguem até dezembro de 2014.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012


terça-feira, 18 de setembro de 2012


domingo, 16 de setembro de 2012


portal iphan

portal iphan
Portal do IPHAN

Casas do Patrimônio - Iphan

Casas do Patrimônio - Iphan

Unesco

Unesco
Unesco World Heritage Centre

Unesco -convençõe, declarações

Unesco -convençõe, declarações
Convenções, recomendações, declarações da UNESCO

unesco revistas

unesco portal

unesco revista patrimonio

Unesco - altas interativo das línguas

Unesco - altas interativo das línguas
Atlas Interactivo UNESCO de las Lenguas en Peligro en el Mundo

onu brasil

onu brasil
ONU BRASIL

crespial

crespial

crespial
Políticas y Planes de Salvaguardia del Patrimonio Cultural en América Latina

world heritage

world heritage
1001 Wonders

red latinoamericana

Patrimônio imaterial

Ministério da Cultura

agenda 21

Patrimônio e Paisagem

Arqueologia industrial

Arqueologia industrial
international organisation for industrial archaeology and the industrial heritage

Patrimônio, arquivos e bibliotecas

dominio publico

unesco biblioteca mundial

unesco biblioteca mundial
Biblioteca Digital Mundial

Turismo e patrimônio

Turismo e patrimônio
Braziltour - Patrimônio Mundial do Brasil

itau cultural

Você já conhece?

Você já conhece?
campinas.com.br

Conheça um circuito turístico atento ao patrimônio cultural regional

red de patrimonio turistico

red de patrimonio turistico
Red Iberoamericana de Patrimonio y Turismo

Mercado Ético

arquivo do blog


Marilia Vasconcellos

Mirza Pellicciotta